VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

domingo, 25 de abril de 2010

3ª do ano

Boas


Lá fui eu novamente fazer uma caçada mas ia com pouco esperança porque ai apanhar a maré a vazar e costumo apanhar mais qualquer coisa na enchente, fiquei mais ou menos dentro de agua umas 4 horas, corri tudo que podia correr nas zonas já conhecidas mas sem sucesso então decidi caçar mais na fora a meio do caminho dei com o primeiro choco enterrado só via-se os olhos continuei e cacei o segundo também este enterrado, junto a uma pequena alga estava um polvo enrolado parecia que estava a minha espera ai nem disparei apanhei-o a mão este ficou no saco de rede e não esta a vista na foto, quase a saída numa zona de algumas pedras estava o terceiro choco a meia agua já desconfiado comigo tentei a aproximação e ele começou a descair para traz duma pedra a tentar esconder-se de mim mas sem sucesso, quase mesmo a beira da agua vi uma língua e apanhei foi mais um no enfião, quando já estava em pé pronto para sair da agua lembrei-me que tinha prometido a um familiar que lhe trazia uma tainha e voltei novamente e perto de mim andava 3 tainhas e 2 garrentos dei carga em duas e depois desapareceram todas ai sai da agua já com qualquer coisa para o almoço mas um pouco aborrecido de agua estar suja, se não tivesse podia ser que tivesse apanhado mais qualquer coisa.

Quando cheguei a casa fui entregar a tainha e o garrento ao meu familiar ele batia palmas de contente porque a muito tempo que não comia aqueles peixes e eu fartava-me de rir porque peixe desse existe imenso quando vou caçar e só costumo apanhar quando vejo uma muito grande para fazer no forno.


Cumprimentos

terça-feira, 20 de abril de 2010

Mais uma caçada

Bem esta manha quando acordei lembrei-me de ir fazer uma caçada, peguei no material e lá fui eu.


Quando cheguei ao destino reparei que já estavam 2 caçadores na água e pensei tenho que ir mais para fora ou para mais longe pois já devia estar tudo rapado, ao vestir-me reparei que não tinha levado as barbatanas e disse logo isto “já começa mal” mas como o vicio era muito decidi ir a casa busca-las e assim foi, durante o caminho para o local da caçada comentei comigo mesmo “o que tinha de ser meu é meu”, assim que cheguei com 1h de atraso e decidi ficar mesmo por onde tinham andado os 2 caçadores e ou ate a outra zona, assim que entrei na agua havia um molhe de pedras onde já teria passado os outros 2 fui olhar na mesma e fui mesmo bem pois estava um macho junto a uma entrada de um buraco dei-lhe um tiro na cabeça e saio no cu, meti-o no enfião fui lá ao mesmo local porque poderia andar mais por lá e quando olhei para dentro do buraco estava uma bela choca que assim que viu fugiu mais para dentro do buraco mas sem uma segunda saída, ai fiquei sem ar e vinho a cima recuperar o ar e fui logo para baixo estava a rica menina mesmo a entrada olhar para mim e ai eu pimba mais um a entrar pela cabeça e a sair pelo cu, esta menina veio a pesar 2260kg um belo exemplar, bem ai já tinha almoço, fui ate outras zonas ver se havia mais alguma coisa e a meio do caminho vi outro no meio das algas camuflado e a mexer-se tal como elas e foi carga já ia com 3 no enfião e quase a chegar ao final fui verificar uma rocha já conhecida e lá estava outro ao lado enterrado na areia e veio mais um para fazer companhia aos outros, andei mais 50m para o final que tinha estipulado assim que chego a ultima rocha ai um choco do meio de uma racha que ela tem direito a mim ainda disparei apanhou só pela pele em cima do casco mas rompeu e ele fugiu, isto também faz parte pois não pode ser só glórias as vezes e o nosso pescado é que leva o melhor.

o maior exemplar
o total da caçada




Cumprimentos

terça-feira, 13 de abril de 2010

Pesca um pouco azarada

Este domingo lá fui a pesca com o pessoal habitual, mas não correu da melhor forma.


Este dia de pesca começou pelo António a deixar-se dormir, a caminho do naval apanha-mos um acidente grande ai impediu o nosso seguimento e tivemos que ir dar a volta quase a cidade ate lá chegar.

Depois disso tudo lá seguimos ate ao pesqueiro que combinamos, sonda-mos e ao contrário da última pescaria havia indícios de peixe na pedra toda, mas optamos por ir ver como estava a mesma zona da pedra que pescamos a 2 semanas atrás e fizemos muito bem, sonda-mos bem e fundeamos, começamos a pescar e começou a entrar umas sarguetas e uma choupas, eu optei por fazer umas iscas grandes de bombocas, cavalas, e também levei as famosas salsichas (bibis) a ver se tinha algum sucesso num peixe maior mas fiquei sem sucesso durante 2 horas e picos e reparei que as geleiras do pessoal estavam-se a compor e a minha fazia eco, e decidi optar por pescar normalmente e comecei a apanhar umas sarguetas umas choupas, a meio da manha o António apanhou um belo sargo e depois partiu a cana e ponteira e o Cândido também sacou um mas do lote abaixo e ai começou a malta a sacar mais peixe, apercebi-me de repente que estávamos andar a garra porque tinha tirado uns pontos a terra e já não estávamos no mesmo sitio, colhemos o ferro e voltamos para o mesmo sitio e continuamos a apanhar mais uns peixes ate chegar aquela horas mortas, ai com muita insistência do Cândido e do César para irmos para a zona dos besugos já tudo combinado para ir então abalamos para lá.

Já fundeados aos 65m a espera de besugos ao fim de 1h em que apanhamos 3 ou 4 peixes ai apareceram os besugos, enquanto eles se mantiveram engodados era seguida a entrar a bordo era um espectáculo ate que de repente parou mantivemos mais 1h lá e só entrou mais 3 ai decidimos ir para mais junto de terra mas em zonas fundas a ver se havia para lá mais uns besugos, a malta queria ir para um lado e eu disse-lhes “como nunca fomos ao pesqueiro que tenho falado vamos lá experimentar hoje, que mesmo que não consigamos apanhar nada já vamos com bom peixe”, ai ficamos aos 75m durante 1h ainda entrou umas fanecas e uns besugos, nesse pesqueiro eu parti 2 ponteiras uma ao ferrar peixe e a outra só de deixar descair a chumbada apara agua e fazer a pressão na ponteira também se partiu e o cândido também partiu a sua cana junto a ponteira, foi para esquecer e para acabar os azares tiramos umas fotos ao pessoal todo e apaguei a minha sem quer já em casa tirando assim uma foto em a algum peixe antes de o amanhar.

Cândido e o César com uns besugos e um sargo
António com o seu sargo e uns besugos
alguns besugos da minha pescaria

Cumprimentos

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Após muito tempo parado na pesca sub

Boas


Após muito tempo parado sem ir fazer uma caçada lá decidi ir ontem molhar o fato, fui só com a esperança de ir fazer umas apneias porque não ia com esperança de apanhar nada.

Ao entrar na água passada 5m vi logo um choco desenterrado, mergulhei apontei a arma e caceio, andei mais 40m sem ver nada casável até que junto a uma rocha pequena avistei o choco maior mais outro então fui por cima da rocha e cacei o maior e afastei-me para o meter no enfião da bóia fui lá novamente ao mesmo sítio da mesma maneira ainda estava o outro e eu apanhei-o também voltei a mete-lo no enfião da bóia mas ainda fui lá novamente ver se não estaria mais nada por lá, e não me enganei estava outro no mesmo sítio mas enterrado e eu aproveitei também, voltei a guarda-lo e ainda fui lá ver se não estava mais nada por baixo da rocha e ai voltei a encontrar outro mais 1m a frente onde estavam os outros 3 e voltei a capturar, ai pensei, já deve ser tarde vou já sair e também já levo almoço e não é preciso mais, em caminho para a minha saída passa um cardume de garrentes de pinta amarela mais ou menos e mandei carga e lá veio um mas ou resto do cardume desapareceu com muita pena minha porque são deliciosos.

Quando cheguei ao carro apercebi-me que só estive 1h na água onde podia ficar mais outra lá dentro, mas também não fiquei muito chateado pois já trazia algo para o almoço e já chegava.

Bem para um começo após muito tempo parado não foi nada mau, espero que as próximas saídas sejam assim também, lol.

Cumprimentos